Turnaround X Recuperação Judicial: entenda a diferença!
Artigos

Turnaround X Recuperação Judicial: entenda a diferença!

15 de abril de 2022
Turnaround X Recuperação Judicial

Diferente do que muitos pensam, existem diversos recursos e metodologias
disponíveis – que vão muito além da Recuperação Judicial – para a empresa que,
em um momento de inconstâncias e baixo resultado, deseja recuperar a sua
performance e relevância no mercado. O Turnaround é um desses métodos.

Para entender quais são os fatores que determinam a escolha de um ou outro
método, no entanto, é preciso compreender a diferença entre ambos os conceitos.
Para isso, neste artigo, vamos mergulhar em ambas definições e, acima de tudo,
explicar qual é o melhor momento para aplicá-las em uma companhia.

Leia também: Quando é preciso inovar?

A princípio, o que é Recuperação Judicial?

Quando uma empresa passa por dificuldades financeiras, a legislação brasileira –
por meio da Lei de Falências e Recuperação de Empresas” – LFRE (Lei n° 11.101,
de 9 de fevereiro de 2005) – permite que ela entre com um recurso para frear o seu
declínio e, principalmente, evitar que entre em uma trajetória de falência. Esse
método é chamado de Recuperação Judicial (RJ).

A principal utilidade desta solução é a possibilidade de renegociar dívidas
acumuladas com os credores. Dessa forma, a companhia evita demissões,
inadimplências e outros movimentos que podem prejudicá-la permanentemente.

A solicitação deste recurso, no entanto, deve ser protocolada na justiça. Logo, deve
ser feita pela empresa, junto a um advogado ou escritório jurídico especializado.
Além disso, não é qualquer negócio que pode recorrer ao RJ. As diretrizes apontam
quem pode fazê-lo. Listamos a seguir:

  • Deve ter, ao menos, 2 anos de atividades;
  • Não estar falida. Ou se estiver, que, pelo menos, as obrigações já estejam
  • extintas;
  • Não ter pedido RJ nos últimos 5 anos;
  • Não possuir como administrador ou sócio controlador alguém que tenha sido condenado por crime falimentar;

Leia também: O que é Securitização?

O que é Turnaround?

Sobretudo, o turnaround é a expressão em inglês que define o momento da ‘grande
virada’. Neste aspecto, a companhia que se encontra em uma situação de crise deve colocar em prática um conjunto de ações para o restabelecimento do valor e a recuperação da performance como um todo.

Para isso, não basta olhar apenas para gastos. Um turnaround bem sucedido deve,
acima de tudo, estabelecer uma boa estratégia de atuação. Começando pela
estabilização da crise – no caso de empresas que estão endividadas ou em
recuperação judicial – e posteriormente com um plano de crescimento, a fim de
reconquistar seu lugar no mercado.

Além disso, o turnaround olha para fatores essenciais de qualquer negócio que
deseja evoluir. São eles:

  • Estratégia
  • Operação
  • Saúde financeira

Quando utilizar cada um deles?

Uma vez esclarecidos ambos os conceitos, podemos afirmar que a Recuperação
Judicial é uma das ferramentas utilizadas em uma estratégia de turnaround. Mas é
importante enfatizar que utilizá-la não é a única alternativa existente para o negócio
que se encontra em dificuldades financeiras.

Na verdade, a RJ é utilizada apenas quando a empresa usou todas as suas fichas.
Isso porque não basta só solicitar. O requerente precisa apresentar ao Poder
Judiciário um plano de recuperação, com uma descrição detalhada das ações que
serão colocadas em prática durante este período. Por conta disso, a companhia
precisa despender um investimento considerável com administradores judiciais,
advogados e consultorias.

Por isso, quando um negócio se encontra em situação crítica e acredita que a RJ é
a única opção, procurar uma consultoria empresarial pode ser determinante. Isso
porque com um trabalho direcionado para a estabilização dos problemas,
negociações de dívidas e, principalmente, reestruturação da operação, é possível
restabelecer o crescimento sem recorrer a medidas mais drásticas.

Sobre a Nordex Consultoria!

A Nordex é uma consultoria empresarial que atua desde a fase do planejamento,
assim como o diagnóstico, desenvolvimento e implementação do plano de ações da
reestruturação necessária, até o desenvolvimento Estratégico de Pessoas. Nossa
metodologia própria possibilita um olhar sistêmico da operação e, principalmente, a
operação focada na melhora da performance da companhia e seu crescimento
sustentável.

Entre em contato conosco e agende uma conversa com nossos especialistas!

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Artigos Relacionados

Metodologias de Gestão Empresarial

Conheça as metodologias de Gestão Empresarial

Apesar do que muitos pensam, o bom trabalho de Gestão Empresarial pode alavancar de forma definitiva um negócio - ao passo em que, a falta dela, reduz sua relevância consideravelmente. Isso porque dificilmente uma empresa que cresce de forma desordenada e sem planejamento consegue se manter competitiva por muito tempo.
Quando é preciso inovar?

Quando é preciso inovar?

Diante de um mercado volátil, inovar é indispensável. E não estamos falando de invenções mirabolantes que despendem tempo e investimentos incalculáveis para quem a faz. A inovação pode acontecer com uma simples mudança em um processo, modelo de negócios ou serviço/produto.
O que é Securitização?

O que é Securitização?

Para uma empresa, seja ela de pequeno, médio ou grande porte, há diversas formas de captar recursos, seja por meio de empréstimos, abertura de capital, debêntures, entre outras opções. E a securitização de crédito? Você já ouviu falar deste método?
ESG

Como implementar o ESG nas empresas?

A sustentabilidade deixou o status de tendência e passou a ser inevitável para todos as companhias que desejam fazer a diferença, engajar o público e, consequentemente, melhorar seus resultados. Por meio do conceito de ESG, cada vez mais negócios avançam em direção aos pilares do chamado capitalismo consciente.
Gestão empresarial para médias empresas

O que é Gestão Empresarial? Qual o benefício para médias empresas

A verdade que ninguém te fala é a seguinte: todo negócio que deseja obter sucesso a longo prazo precisa de Gestão Empresarial. Por meio do estabelecimento de processos e sistematização do trabalho, é possível coordenar toda a operação de forma mais assertiva e, principalmente, potencializar os resultados.
Saiba como fazer seu negócio crescer em 2022

Saiba como fazer seu negócio crescer em 2022

Ainda estamos diante de um cenário desafiador, isso é fato. Contudo, a expectativa de que 2022 será melhor do que os anos anteriores está cada dia mais sólida. Por isso, se você quer fazer o seu negócio crescer em 2022, será preciso observar este contexto e aproveitar as chances que aparecerem.
Existem diversos recursos para reestruturação de empresas que vão muito além da Recuperação Judicial. O Turnaround é um desses métodos.